Qual a melhor opção: agência de marketing ou equipe interna?

Uma dúvida recorrente entre diretores e gestores de marketing é se vale mais a pena contratar uma agência digital ou contar com uma equipe interna. A resposta para essa questão depende de muitas variáveis e, portanto, necessita de um estudo mais detalhado dos planos de negócio.

Não apenas o sucesso do marketing depende de uma escolha adequada, mas o crescimento da empresa também, uma vez que as estratégias digitais são centrais na conquista, retenção e fidelização de clientes.

Para isso, preparamos um guia definitivo de como fazer a escolha mais acertada para o empreendimento. Vamos abordar a seguir:

Após a leitura deste material, acreditamos que você terá informações mais relevantes para identificar qual opção é a mais vantajosa à empresa. Boa leitura!

Definindo objetivos e metas de marketing da empresa

Só será possível definir qual abordagem de planejamento e execução de marketing é mais vantajosa para a empresa tendo clareza sobre quais os objetivos do negócio para essa área e também qual é a situação atual da estratégia.

Com isso, o primeiro passo refere-se à realização de um diagnóstico que contemple desde os resultados atuais até o posicionamento da marca, da concorrência e do potencial de crescimento. Ao compreender como está o desenvolvimento atual da estratégia, é possível planejar a consolidação e o crescimento dela.

Outro aspecto consiste na definição dos objetivos e metas de marketing da empresa. Com essas duas etapas, pode-se identificar onde o negócio está e aonde ele pretende chegar. Esse processo é chamado de planejamento estratégico e permite direcionar corretamente as ações.

A seguir, identificamos 6 aspectos que devem ser considerados na definição de um plano de marketing. Confira!

1. Jornada de compra do cliente

Um aspecto importante para o planejamento é entender qual o público-alvo do negócio e o quão digital é a jornada de compra do cliente. Com esse mapeamento, é possível direcionar os recursos para as estratégias mais relevantes para o público e melhorar os resultados com soluções que não estão recebendo a atenção que deveriam.

Esse processo permite conhecer dados interessantes sobre a realidade do negócio e também sobre o que pode ser esperado para os próximos anos.

2. Visão de futuro

Como parte do desenvolvimento da identidade da marca, estão três tópicos imprescindíveis: missão, visão e valores. Muitas empresas não entendem a importância desses quesitos, mas eles são essenciais para o futuro do negócio.

A missão consiste no propósito fundante do negócio. A visão consiste em onde a empresa quer chegar e em quanto tempo, sendo alterada em períodos pré-determinados. Os valores refletem como a companhia vai se posicionar para alcançar os objetivos propostos.

Assim, a definição da visão de futuro do negócio é fundamental para entender quais os objetivos da organização e, consequentemente, a participação do marketing. Por exemplo, se o objetivo é ser a principal empresa do segmento, isso só será possível atraindo e conquistando mais clientes, meta que só terá sucesso com uma estratégia digital sólida.

3. Necessidades básicas atuais

Você sabe o que a empresa precisa atualmente em termos de marketing digital? Esse é outro tópico que deve estar presente no diagnóstico, pois permite identificar quais necessidades básicas devem ser atendidas, seja por uma equipe interna, seja por uma agência. Faça um levantamento das estratégias atuais, dos resultados que elas têm trazido e do investimento necessário.

4. Presença digital atual

Além de identificar as necessidades básicas atuais, o diagnóstico passa por mapear a presença digital atual para que seja possível estipular o crescimento e as metas. Qual o tráfego atual do site? Qual o Custo de Aquisição de Clientes (CAC)? Qual a taxa de conversão e de fechamento?

A presença digital é um reflexo das principais métricas do negócio. Com isso, pode-se identificar quais são os reais resultados alcançados. As novas metas devem ser elaboradas com base nos dados, por exemplo: espera-se um crescimento de 50% em cima do tráfego atual em um período de seis meses.

5. Clima organizacional

Uma vez que o objetivo é definir se o mais interessante para o negócio é um marketing interno ou terceirizado, é essencial avaliar o clima organizacional para identificar se os colaboradores estão aptos a alcançar as metas do negócio.

Muitas vezes, uma empresa focada em outro segmento enfrenta resistência interna para consolidar a área de marketing. Entre as questões que devem ser avaliadas, estão o comprometimento, o conhecimento dos objetivos do negócio, o cumprimento dos valores definidos, entender qual o papel da função exercida para que o negócio alcance as metas estipuladas etc.

6. Definição do orçamento

Por fim, saber qual será o orçamento de marketing é determinante para estipular objetivos e metas realistas, pois de nada adianta querer dobrar o número de visitas no site sem nenhum investimento adicional na estratégia, por exemplo.

O orçamento também será um fator relevante na escolha de uma equipe interna de marketing ou de uma agência terceirizada. Normalmente, manter colaboradores nessa área é mais custoso, pois exige ter profissionais com diferentes aptidões e ferramentas especializadas.

Com todos esses dados em mãos, os objetivos e metas do negócio serão definidos com mais naturalidade, pois atenderão as reais necessidades da empresa e permitirão uma visão mais completa do futuro.

Por consequência, a escolha da abordagem de marketing que será adotada ficará mais fácil. Veja, a seguir, as vantagens e desvantagens de ter uma equipe interna e de optar por uma agência.

Equipe de marketing interna: vantagens e desvantagens

Conhecendo os objetivos e as metas do negócio para o médio e longo prazo, é possível planejar um crescimento que seja mais acessível com uma equipe interna ou com uma agência terceirizada.

A escolha pode ser feita considerando as vantagens e desvantagens de cada solução, bem como as necessidades identificadas pela empresa com o plano apresentado anteriormente.

1. Vantagens

A seguir, destacamos três vantagens de ter uma equipe interna para a área de marketing digital:

1.1. Melhor alinhamento à identidade da marca

Como os profissionais são contratados pela própria empresa, existe um melhor alinhamento entre o perfil da equipe e a identidade da marca. Esse aspecto auxilia na construção de uma linguagem mais uniforme e que transmite os valores do negócio.

O perfil dos colaboradores também é importante para garantir algumas questões, como atendimento qualificado aos clientes, campanhas e conteúdos com linguagem padronizada, entre outras.

1.2. Comprometimento exclusivo com a marca

A equipe interna atende exclusivamente a marca e, assim, tem um comprometimento maior com os resultados alcançados, uma vez que se dedica, em tempo integral, a atender melhor às necessidades de marketing.

Como vantagem, pode ser observado um maior comprometimento da equipe em alcançar os objetivos e metas estipulados, pois esses são mais claros e palpáveis para os profissionais que lidam diariamente com eles.

1.3. Integração das equipes

A integração também é um aspecto importante nas equipes de marketing internas. Isso porque os profissionais dessa área têm um contato mais próximo com os departamentos de RH, de comunicação, de atendimento e de vendas, o que permite soluções mais integradas entre as áreas.

2. Desvantagens

Entretanto, existem também algumas desvantagens de atuar com uma equipe interna. Entre elas, estão:

2.1. Mais tempo para desenvolver a equipe

Ao dar início a uma equipe de marketing interna, é preciso ter mais tempo de dedicação para consolidar as estratégias e, assim, começar a alcançar bons resultados com as soluções digitais.

Desse modo, a empresa terá que investir tempo e recursos no treinamento, na capacitação e na especialização dos profissionais contratados. Caso opte por colaboradores com experiência, esse investimento inicial terá que ser revertido em melhores salários, por exemplo.

2.2. Custos elevados

O custo de manter uma equipe interna de marketing pode ser elevado, dependendo de quais estratégias são executadas, da capacidade de planejamento dos envolvidos e também das ferramentas e estruturas que serão necessárias para o desenvolvimento da área.

Devido às diversas especialidades que se exige de uma equipe de marketing, é possível que os custos sejam bastantes elevados e aumentem expressivamente conforme o crescimento do negócio, prejudicando a escalabilidade desse departamento em relação à empresa.

2.3. Fuga ao foco do negócio

Exigindo um investimento alto para criar e consolidar uma equipe de marketing, os gestores precisam ter consciência de que essa escolha direciona o orçamento para uma área que não é o foco empresarial, o que pode limitar o tempo e os recursos destinados à melhora do produto ou ao serviço final comercializado.

Agência digital terceirizada: vantagens e desvantagens

A terceirização do marketing digital para agências especializadas também apresenta vantagens e desvantagens que apresentaremos a seguir com o intuito de auxiliar em uma decisão mais correta do gestor de marketing.

Primeiramente, é importante saber que existem diferentes tipos de agências — as mais especializadas com foco em tecnologia, vendas, design ou marketing digital, por exemplo, e também as generalistas, que incluem todas essas soluções conjuntamente.

A escolha deve ir em direção ao planejamento realizado e às expectativas da gestão com a agência contratada. Confira, a seguir, as vantagens e desvantagens que destacamos:

1. Vantagens de contratar uma agência especializada

A seguir, mostramos 4 vantagens de optar pela contratação de uma agência digital para o planejamento e o desenvolvimento da estratégia de marketing. São elas:

1.1. Redução dos custos

Os custos relacionados com a contratação de uma agência especializada são muito mais acessíveis do que manter uma equipe interna. Isso se deve à maior flexibilidade do contrato, que permite adquirir apenas soluções úteis ao negócio, como também ao fato de a agência já contar com as ferramentas e estruturas necessárias para atender a empresa de forma mais completa.

1.2. Equipe multidisciplinar e especializada

Em uma agência de marketing, é possível deparar-se com profissionais com diferentes especialidades com o objetivo de melhorar o planejamento e a execução do marketing da empresa.

Cada solução será desenvolvida por um profissional com formação e experiência naquela área, o que permite ter estratégias mais eficientes e alcançar um melhor resultado no geral.

1.3. Maior produtividade com o marketing

Devido ao know-how alcançado pelos profissionais de agência, eles têm mais facilidade para desenvolver a parte de execução da estratégia, o que permite aumentar a produtividade das campanhas — tanto das pagas quanto das orgânicas.

Essa experiência também se traduz em mais personalização das soluções, pois cada profissional tem um conhecimento bastante aprofundado da área em que atua.

1.4. Escalabilidade para o negócio

Como afirmamos nas desvantagens da equipe interna, os custos relacionados ao crescimento podem inviabilizar a solução. No entanto, em uma agência terceirizada, a empresa pode contratar as estratégias de que precisa e no volume necessário, tornando essa alternativa a melhor para que o negócio tenha escalabilidade.

Conforme os objetivos e metas da empresa aumentam, também é possível intensificar as campanhas com custos razoáveis via agência, pois eles já contam com toda a estrutura necessária para dar esse suporte à marca.

2. Desvantagens de contratar uma agência especializada

Ainda assim, existem algumas desvantagens associadas à opção de terceirização do marketing que precisam ser ponderadas pelo gestor. Destacamos duas delas:

2.1. Distância da marca

Como a agência atende diversos clientes, ela está mais distante dos objetivos da marca, atuando apenas com aqueles específicos para a área de marketing. Essa desvantagem pode ser contornada com um plano de metas claro para a agência cumprir.

Também é possível que o planejamento estratégico apresentado na primeira parte desse guia seja desenvolvido em parceria entre empresa e agência, de forma a alinhar os objetivos e metas do negócio ao que a equipe terceirizada tem potencial para entregar.

2.2. Menor controle das atividades

Com a contratação de uma equipe externa, não é possível que a empresa faça um controle direto das atividades realizadas. Claro que se pode estipular materiais a serem entregues e campanhas em funcionamento, mas muitas dessas ações podem ter menor tempo de dedicação por parte dos profissionais da agência do que teriam no caso de uma equipe própria.

Uma forma de contornar essa questão é mantendo relatórios de desempenho para todas as estratégias em execução e também acompanhando as métricas, que indicam o sucesso das ações adotadas.

Conclusão

Assim, podemos concluir que a definição entre ter uma equipe de marketing interna ou optar pela terceirização com uma agência especializada depende das características do negócio e também dos objetivos e metas estipulados.

Se a escalabilidade for um aspecto importante da área de marketing, é preferível atuar com uma agência terceirizada e que já apresenta as estruturas necessárias para o desenvolvimento estratégico. Assim, empresas consolidadas e com potencial para investimento devem priorizar essa abordagem.

Caso a empresa esteja mais preocupada em ter uma equipe de marketing integrada a outras áreas e queira dedicação exclusiva, pode investir em uma equipe interna, mas desde que tenha possibilidade de fazer um investimento mais elevado e contínuo.

Sabendo como definir os objetivos de marketing, a escolha entre uma equipe interna e uma agência especializada ficará mais fácil. Lembre-se de avaliar cada vantagem e desvantagem que apresentamos e como elas impactarão o negócio.

Gostou deste conteúdo? Então comece já a realizar o planejamento estratégico da marca e definir qual a melhor escolha para o seu negócio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *