10 mudanças no marketing que você prometeu e não cumpriu em 2015

Final de ano chegando, hora de fazer uma reflexão sobre os dias que se passaram e quais foram nossas atitudes ao longo de 2015. Na passagem de ano, fazemos promessas e desejos para o ciclo que se inicia. Acontece que nem sempre botamos em prática as mudanças que prometemos. Na vida profissional não é diferente, e no post de hoje vamos falar sobre as 10 mudanças no marketing que você prometeu, mas acabou não colocando em prática ao longo de 2015.

Antes de mais nada, é importante lembrar que o insucesso faz parte de qualquer processo de trabalho. Saber lidar com as coisas que dão errado é uma atitude incomum na nossa cultura, mas que precisa ser desenvolvida. No Brasil, o fracasso é sempre condenado como uma vergonha. No mercado americano e europeu a abordagem é bem diferente. Errar é comum, faz parte do processo e nada mais é que um período de aprendizado para todos os envolvidos.

10 mudanças no marketing que você prometeu e não cumpriu em 2015

1. Determinar prazos para o término das campanhas pagas

A primeira das mudanças tem a ver com um ponto crucial de qualquer iniciativa de marketing: o prazo. Toda campanha que se preze tem dia para começar e acabar, seguindo o orçamento disponível e conforme os objetivos traçados no início.

No ambiente do marketing digital é muito comum que campanhas de mídia paga sejam colocadas no ar por um período indefinido, sem prazo para acabar. No entanto, é importante determinar o período certo, até para facilitar a análise dos resultados obtidos e o custo da ação.

2. Planejar as pautas de conteúdo com antecedência

Para fazer marketing de conteúdo com eficiência não basta apenas ter um blog no site da sua empresa e de vez em quando fazer posts de acordo com a demanda do negócio. Para o trabalho fazer sentido é preciso ter um planejamento mínimo dos temas que serão trabalhados.

Dois pontos importantes: é preciso atentar para o SEO, ou seja, qual palavra-chave será trabalhada no post, e também é necessário saber em qual etapa do funil da jornada de compra se encaixa cada conteúdo.

3. Parar de acompanhar métricas de vaidade

No marketing digital é fundamental mensurar todas as iniciativas com objetivo de avaliar quais deram certo e quais não tiveram o resultado esperado. Para isso existem diversas métricas, e entre elas estão aquelas que pouco dizem sobre um objetivo de marketing — as chamadas métricas da vaidade.

Curtidas na página no Facebook, seguidores no Twitter, ou visualizações de um vídeo são alguns exemplos de métricas da vaidade. Em 2016 pare de se importar com elas. Isso toma tempo e pouco diz sobre a evolução da sua empresa.

4. Mudar o site da empresa

Essa é a promessa mais comum em algumas empresas e uma mudança no marketing que muitos gestores esperam. No entanto, essa modificação não deve ser feita sem planejamento. Antes de alterar o site é importante fazer alguns testes com o atual para entender como os usuários interagem com ele. Essa análise vai encher de insights e ideias a equipe de criação que estará envolvida com o projeto.

5. Fazer campanha de e-mail sem testar

O e-mail marketing, que parecia cair em desuso, apresenta cada vez mais força como um canal de aquisição de usuários. Porém, não basta sair disparando e-mails aos quatro cantos sem pensar no objetivo das campanhas.

Antes de mandar campanhas procure entender quem é a audiência e quem são as pessoas da lista, assim suas ofertas enviadas pelo e-mail serão muito mais assertivas. A chance de uma conversão nesse caso é muito maior.

6. Colocar os links das redes sociais da empresa em todos os e-mails

Para empresas grandes essa é uma das mudanças que mais fazem sentido. Se você entender que cada e-mail enviado por um funcionário é uma possível ação de comunicação, faz todo sentido colocar os links das redes sociais nos e-mails. Uma forma de divulgação rápida e barata.

7. Aumentar o retorno de marketing

Em tempos de crise, o marketing e a propaganda são itens cada vez mais essenciais para toda empresa. A aquisição de clientes é uma estratégia que nunca teve tanta importância para qualquer tipo de negócio.

Quando se pensa nesse assunto, a primeira ideia que surge é que a empresa precisa aumentar o orçamento de marketing. No entanto, mais importante do que isso é conseguir aumentar o retorno obtido por meio das ações.

8. Planejar as iniciativas de marketing semestralmente

Planejamentos anuais estão fazendo cada vez menos sentido, ainda mais quando falamos em marketing digital. Em um segmento tão rápido e dinâmico como esse, planejamentos anuais se tornam uma perda de tempo, já que a chance de ele ser modificado depois é grande. Por isso, invista nos planejamentos de marketing semestrais. Assim você fica com uma margem de erro e ainda pronto para eventuais mudanças ao longo do processo.

9. Não pensar apenas em vendas

Um bom marketing pensa em gerar leads para a área comercial. Mas não é só a isso que ele deve se restringir. Uma das boas mudanças que você deve implementar em 2016 é justamente o investimento em outras áreas de marketing também: branding, awareness, pós-venda, etc.

10. Conhecer melhor seu público-alvo

Conhecer o público-alvo da sua empresa é fundamental para a eficiência das ações de marketing. Muitas empresas, na pressa de começar logo a comunicação, acabam investindo em marketing sem estudar bem seu público-alvo.

Se você não souber para quem você está anunciando e com quem você está falando, também não saberá direcionar o investimento. Em 2016, trabalhe para conhecer sua audiência. Esse movimento vai fazer toda a diferença para suas ações de marketing.

Essas são as 10 mudanças no marketing nas quais você pode investir em 2016 para melhorar a eficácia das suas iniciativas nesse setor. A falta destes investimentos já fez você perder muitas coisas boas em 2015. A hora é de mudar o panorama para o ano que vem e colher resultados ainda melhores com a sua área de marketing.

Curta nossa página no Facebook, e fique por dentro de todo o conteúdo que postamos por aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *