3 pontos cruciais para criar conteúdo para o Funil de Vendas

Você já ouviu falar em funil de vendas? Sabe o quanto isso pode influenciar no aumento das suas vendas e na captação de novos clientes? Caso não faça ideia do que estamos falando, essa é a oportunidade de aprender sobre esses conceitos fundamentais para uma boa estratégia de marketing digital.

Deseja aprender sobre o assunto? Então acompanhe nosso artigo!

1. Topo: a primeira etapa do funil

O início do conceito de funil está na etapa de atração, ou seja, conseguir atrair a atenção do público no primeiro contato de modo a tornar sua marca atrativa a essas pessoas. Que público faz parte do topo do funil? Geralmente aquele que acaba de descobrir o site, podendo ter encontrado a página nos resultados de busca orgânica, através de outros links, compartilhamento em redes sociais ou qualquer outro “acaso”.

Que estratégias traçar?

Procure publicar conteúdos bem informativos, que desviem o foco da marca e também de especificidades. O objetivo do site é ser útil e atrativo a esse público. Sendo assim, para uma estratégia de sucesso, é necessário que  a persona entenda a importância que o seu produto ou serviço possa ter a ela.

Por outras palavras, ela não tem muita noção do problema e está prestes a descobri-lo. Então, se a sua empresa vende painéis de energia solar, ela terá que entender que isso trará muitos benefícios, e que o investimento será recuperado ao se livrar das altas contas de energia, por exemplo.

Tipos de conteúdo recomendados para o topo do funil: blog posts, infográficos e posts nas redes sociais.

2. Meio: o publico em busca de soluções

Digamos que agora aquela persona acima esteja abismada com a conta de luz. Então se lembrou do infográfico que viu em seu site, detalhando as vantagens em se investir em energia solar. Agora ela voltará à sua página atrás de mais informações para solucionar esse problema – isto é, chegou a hora de propor uma solução.

Qual o tipo de conteúdo que ela busca?

Como se trata de um potencial cliente é importante tentar adquirir alguns dados, como e-mail ou telefone, para nutrir esse lead e prepará-lo para o próximo estágio. E como isso deve ser feito?

Primeiramente, leva-se em conta que para conseguir os dados é preciso dar algo em troca. Esse “algo” pode ser um material mais rico, como um e-book, vídeos, tutoriais, entre outros. Você com certeza já se deparou com algum site que oferece e-book gratuito, mas que, para baixá-lo, é necessário deixar o seu e-mail. É exatamente disso que estamos falando!

Tipos de conteúdos recomendados para o meio do funil: blog posts com artigos mais aprofundados, e-books e newsletter.

3. Fundo: quando o objetivo principal é posto em prática

Esse é o momento de converter o lead em cliente. Nessa altura do campeonato a sua equipe de vendas pode ter entrado em ação, mas aquela mesma pessoa ainda não se sente completamente segura. É preciso enfatizar que a sua empresa é séria e que oferece a melhor solução do mercado.

Como concretizar a conversão?

Ao contrário do conteúdo para o topo do funil, o tipo de publicação que a persona deverá acessar é muito mais voltado para a empresa pois mostra como o trabalho é feito e, principalmente, o porquê de ela ser a melhor solução para seus problemas.

Nesse caso, a abordagem deve ser bastante direta e demonstrar plena autoridade. Isso pode ser feito através de webinars, vídeos, cases de sucesso, ou seja, algo que eleve os pontos fortes da empresa, provando que ela tem capacidade de cumprir o que promete.

Contudo, em meio a todo o conteúdo, é importante se mostrar sempre disponível a prestar atendimento, justamente para que a persona converse com os vendedores e eles conduzam a venda dali por diante.

Conclusão

Através desse artigo você pôde aprender os conceitos básicos do funil de vendas, e como produzir conteúdos voltados para cada um de seus estágios e, sobretudo, o quanto essas estratégias podem implicar nas vendas.

Que tal receber artigos como esse em seu e-mail? Assine nosso newsletter para aproveitar nossas próximas dicas sobre marketing digital!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *