Descubra como utilizar a rede de display do Google

Se você tem visto anúncios em sites, blogs, portais e aplicativos com mais frequência do que nunca, provavelmente já inferiu que o Google investe pesado nesse tipo de estratégia, certo? Pois é isso mesmo! E junto a ela existem mais milhares e milhares de empresas parceiras que disponibilizam anúncios da rede de display do Google e mais de um milhão de anunciantes, segundo informações da Wishpond. Com tanta gente usando o tal recurso, é de se desconfiar que ele tenha muito a contribuir, não concorda? Mas você quer ter certeza? Então que tal aprender a utilizar essa ferramenta e alavancar de vez suas estratégias de marketing digital? Confira:

Afinal, o que é a rede de display do Google?

Esse é um conjunto de plataformas próprias da Google — englobando YouTube, Blogger, Instagram e outras empresas parceiras — que disponibilizam os anúncios do AdWords, por meio do Google AdSense, gerando receitas a partir de cliques nos anúncios patrocinados, que diferem dos exibidos nos resultados normais de buscas. Portanto, para contar com uma estratégia completa, o ideal é que você faça um planejamento que inclua todas as vertentes de publicidade paga, não abrindo brechas para leads escaparem por entre seus dedos.

Que anúncios são exibidos nessa rede?

Anúncios de texto, gráficos, interativos e vídeos são os formatos utilizados na rede de display do Google para divulgar marcas, produtos e serviços. Para obter melhores resultados com uma campanha de anúncios, o ideal é que você diversifique os formatos, aumentando as chances de visualização em mais de um site e mais de uma vez por dia.

Como utilizar a rede de display do Google?

Como o Google AdWords é o ponto inicial do processo, faça seu login e siga os passos indicados pela plataforma para a criação de sua campanha. Com a campanha criada, parta para o anúncio, clicando em “novo anúncio” e seguindo os passos indicados a partir daí. Defina seu público de acordo com suas personas e segmente os canais onde seus anúncios serão exibidos:

  • Segmentação por contexto: sites que tenham relevância para as palavras-chave selecionadas;
  • Segmentação por tópicos: categorias e temas relacionados a seu anúncio;
  • Segmentação manual: definição dos sites onde deseja exibir seus anúncios, desde que todos façam parte da rede de display do Google;
  • Segmentação por categoria de interesse: baseada no comportamento do público.

Aí chega a hora de definir seu orçamento e, enfim, lançar sua campanha no ar! Viu como nem é tão complicado?

Por que anunciar nessa rede?

O alto poder de segmentação da rede de display do Google faz com que suas campanhas de links patrocinados sejam mais efetivas, colocando a marca cara a cara com seus clientes, o que aumenta — e muito! — as chances de conversão. De acordo com a Wishpond, essa estratégia chega a dobrar seus resultados, uma quantia pra lá de significativa para quem busca por novos negócios e maior visibilidade na internet, não concorda?

Ficou animado para investir na rede de display do Google? Então aproveite para conhecer 3 segredos para inserir os links patrocinados na sua estratégia de marketing digital e comece a gerar resultados para sua empresa agora mesmo! E se ficou ainda alguma dúvida ou se tem sugestões a dar, comente aqui e as compartilhe conosco!

 

CTA Prejuízo de Não Estar no Google

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *