3 segredos para usar links patrocinados na sua estratégia de marketing

3 segredos para usar tráfego pago na sua estratégia de marketing

Dar notoriedade à marca e competir por um melhor posicionamento nos resultados de busca faz parte de toda estratégia de marketing bem elaborada, certo?

Mas nem sempre é possível conseguir essa visibilidade sem investir em tráfego pago, que ajudam a acelerar esse processo e trazem excelentes resultados para quem está em busca de atrair cada vez mais clientes.

Porém, para utilizar adequadamente o tráfego pago e obter resultados positivos não basta simplesmente se lançar à sorte e fazer as coisas de qualquer maneira.

Ter um bom planejamento, objetivos bem definidos e contar com uma empresa qualificada para maximizar suas estratégias de tráfego pago são fatores essenciais para que seu investimento tenha um retorno não só rápido como satisfatório.

Ainda não tem conhecimento suficiente para manejar uma estratégia de marketing que contenha tráfego pago?

Então vamos primeiro entender um pouco mais sobre tráfego pago para depois explorar 3 segredos para usar essa estratégia:

Como funciona uma campanha de tráfego pago?

Quando um usuário faz uma pesquisa pelo Google, ele está buscando – indiretamente – dois tipos de resultado: orgânico e pago.

O resultado orgânico (ou natural) se refere ao que ele de fato está buscando, ou seja, o Google, por meio de suas métricas, faz uma varredura em seu banco de dados para retornar os melhores resultados possíveis.

Já o tráfego pago, no caso do Google Ads, são aqueles anúncios que aparecem em alguns setores da página de resultados, que, embora sejam anúncios, condizem com os termos buscados.

Se um usuário busca o termo “flores”, os anúncios que serão impressos na tela serão de e-commerce especializados em flores.

Quais são os critérios usados pelo Google para imprimir anúncios?

Embora tanto os resultados orgânicos quanto os pagos sejam ativados em um mesmo processo, os meios pelos quais o Google estabelece o ranqueamento são bem diferentes.

O que define o posicionamento dos anúncios são os leilões que ocorrem a cada busca feita. Nesses leilões são avaliados o índice de qualidade e o valor de lance, dos quais a média resulta no Ad Rank.

Resumindo, os anúncios com maiores pontuações de Ad Rank são aqueles que entram no grupo que aparecerá no resultado e, quanto maior o Ad Rank, melhor será o posicionamento.

Como é calculado o índice de qualidade?

Para avaliar o índice de qualidade, o Google Ads considera três fatores:

  • Relevância da palavra-chave (o quanto ela se aproxima do termo usado na busca).
  • Índice da palavra-chave (o quanto ela é utilizada nas pesquisas).
  • Autenticidade (se o conteúdo é ou não condizente com o anúncio).

Se um anúncio se enquadra em todos esses critérios, o mesmo receberá boa qualificação no índice.

Quanto é preciso para começar a investir?

O valor mínimo a ser investido é de R$ 50,00. Com base nesse teto, é você quem define o quanto deseja investir. Leve em conta que os custos são gerados por cliques (CPC), e os valores cobrados variam de acordo com a concorrência.

De que forma o Google Ads ajuda no aumento das vendas?

Como a base de tudo está nas palavras-chave, uma boa campanha de tráfego pago no Google equivale a uma boa estratégia de SEO.

Em outras palavras, o tráfego passa a ser muito mais qualificado, pois os anúncios serão impressos para quem fez buscas condizentes com o seu produto ou serviço.

No entanto, antes de começar a investir em Google Ads, é preciso ter muita certeza do que está fazendo, pois de pouco adiantaria os usuários clicarem nos anúncios e não efetuarem a compra.

Isso, na verdade, geraria prejuízo em sua campanha! Sendo assim, contar com empresas especializadas no ramo pode ser um grande diferencial para que as suas vendas aumentem com tráfego pago.

1. Aprenda a escolher entre os tipos de tráfego pago

Por permitirem que você defina como deseja pagar pelos anúncios on-line, as estratégias de tráfego pago são naturalmente bastante atrativas.

Nesse cenário, o custo por clique (CPC) é mais utilizado, uma vez que só se paga quando o anúncio é efetivamente acessado, ou seja, quando um potencial cliente está interessado no que você tem a oferecer.

Já o custo por mil impressões (CPM) considera o aparecimento do seu anúncio. Assim, você só paga o valor estipulado quando mil visualizações forem efetivadas.

E onde está o segredo?

Simples: saber utilizar essas duas modalidades a seu favor! Se seu orçamento está apertado, o melhor é optar pelo custo por clique e definir um orçamento diário, para que você não ultrapasse os valores determinados pelo seu planejamento.

Se a situação financeira não é tão limitada, vale cogitar o custo por mil impressões. O que interessa é gerar resultados dentro das possibilidades da empresa!

2. Segmente o público para sua estratégia com tráfego pago

A segmentação adequada do público-alvo em sua estratégia de marketing com tráfego pago é um dos principais fatores para o sucesso.

Ter um perfil bem delineado do cliente ideal permite que você seja mais assertivo em seus anúncios on-line e atraia leads cada vez mais qualificados, potencializando, assim, os resultados de sua estratégia de marketing.

E aqui vai o segredo: construa uma buyer persona baseada em seus clientes atuais e no mercado que você pretende atingir com o tráfego pago para personalizar seus anúncios on-line e torná-los mais eficazes.

3. Defina as palavras-chave certas e aumente seus resultados

As palavras-chave são o cerne de toda estratégia de marketing com tráfego pago no Google, pois é por meio delas que o usuário chega até seu anúncio on-line.

Existem diversas ferramentas que auxiliam na escolha das palavras-chave para seu negócio — como o Keyword Planner, o Ubersuggest e o SEMRush —, o que pode fornecer insights mais precisos a fim de trabalhar melhor o texto de seus anúncios de tráfego pago.

O segredo das palavras-chave?

Quanto mais precisas elas forem, mais qualificados serão os leads gerados e maiores serão as chances de conversão.

Portanto, esqueça palavras-chave muito amplas e foque, resumidamente, no melhor do seu negócio!

Para ter uma ação efetiva de marketing com tráfego pago, você deve compreender, a fundo, o comportamento do seu público na internet — como ele costuma fazer buscas, quais palavras utiliza nessas pesquisas e o que prioriza em um anúncio patrocinado.

Não se esqueça de que o título do seu anúncio deve despertar o interesse e instigar o usuário a clicar no link, portanto, criatividade e inovação são essenciais!

Agora que você já conhece alguns dos segredos mais valiosos em relação às estratégias de tráfego pago, comente aqui e nos conte se ainda ficou alguma dúvida!

Compartilhe seus questionamentos conosco e participe da conversa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conte um pouco sobre seu contexto para ajudarmos você a gerar mais resultados online:

Responderemos em até 2 horas úteis.

Faça uma busca