6 dicas para fazer um bom plano de comunicação e mídia

Empresas que desejam aumentar sua influência no mercado e gerar mais resultados por meio de campanhas de comunicação têm uma grande obrigação: estabelecer um plano de comunicação e mídia. Mas o que seria esse plano? Por onde você pode começar?

Se você conhece bem o seu negócio, a resposta para essas questões é mais simples do que parece. Antes de tudo, realizar um plano de comunicação e mídia é uma atividade que demanda, além de dedicação e avaliação, muito conhecimento sobre a sua empresa.

Para facilitar esse processo, listamos aqui os principais passos a serem seguidos nessa hora. Confira!

1. Analise seu mercado

Antes de qualquer decisão sobre as ações que podem ser realizadas, é importante fazer um estudo amplo sobre o segmento de atuação da empresa. Esses levantamentos devem ser realizados por meio de benchmarking (comparativo de boas práticas) entre a sua empresa e os seus concorrentes.

Com essa análise, é possível verificar quais canais de comunicação seus clientes utilizam, a linguagem usada por eles e qual a frequência com que investem nos canais de comunicação.

2. Identifique os seus públicos

Para auxiliar na decisão dos canais a serem utilizados, é fundamental realizar uma análise de públicos. É preciso identificar quais são os hábitos, onde estão e do que gostam seus potenciais clientes — este é um fator chave para se alcançar o sucesso e um bom retorno.

Essa análise deve ser feita em qualquer plano de comunicação e mídia. Lembre-se ainda que, dependendo do foco do plano, a segmentação desses públicos irá variar.

3. Defina seus canais

Antes de sair criando perfis em todas as mídias sociais que existem, analise se eles serão relevantes para a sua empresa. Afinal, se você trabalha com um segmento B2B, pode ser mais interessante trabalhar com uma página no LinkedIn do que com uma página no Facebook, por exemplo.

A escolha dos canais a serem utilizados, principalmente nos meios digitais, deve ser feita com bastante cuidado e sempre adequada ao objetivo final do plano.

Além da utilização do Facebook e do LinkedIn, pode-se utilizar canais como blogs (também é uma mídia social, mas se diferencia, pois os conteúdos ficam dentro do site da empresa), mídias pagas (Google AdWords) ou vídeo através de um canal no YouTube.

4. Estabeleça metas

Tão importante quanto definir os canais é estabelecer metas e objetivos a serem alcançados.

Após a definição do canal, defina uma meta para ele e selecione quais serão os métodos de avaliação de desempenho de cada um. É preciso também determinar os resultados desejados a curto, médio e longo prazo para cada canal.

5. Posicione sua marca

Com o objetivo de gerar novas oportunidades de negócio, é preciso que a empresa se posicione em cada um dos canais escolhidos para que os conteúdos possam transmitir uma mensagem clara e condizente com sua cultura organizacional.

Além de serem encaradas como uma ferramenta de marketing e vendas, as mídias são um canal de relacionamento e podem ser utilizadas no trabalho de retenção de clientes e atendimento pós-venda.

6. Meças os resultados com frequência

Não espere uma campanha chegar ao fim para realizar a mensuração dos resultados: esse processo deve ocorrer durante toda a campanha.

Por meio dele, é possível avaliar pontos que fogem da estratégia estabelecida no plano de comunicação e mídia definido e fazer correções para evitar o desperdício de verba e garantir um ROI (Retorno sobre o investimento) positivo.

Gostou de nossas dicas sobre como criar um plano de comunicação e mídia? Restou alguma dúvida ou tem alguma experiência sobre o assunto pra compartilhar? Conte pra gente aqui nos comentários!

CTA SEO para Negócios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *