Saiba como usar o Google Analytics em favor do seu negócio

Uma boa estratégia de marketing digital é composta por três passos básicos: planejamento, execução e análise. Porém, por mais que sejam igualmente importantes, a análise e o acompanhamento dos resultados costumam ser deixados um pouco de lado pelos profissionais de marketing. E é aí que entra a importância de saber como usar o Google Analytics.

Por isso, vamos explicar como funciona esse recurso e também mostrar como ele pode ajudar o seu negócio e por que você deve acompanhar o desenvolvimento da sua estratégia por meio de uma ferramenta de análise desse calibre. Acompanhe.

Entendendo o que o Google Analytics faz

Na prática, a função do Analytics acaba não sendo suficientemente clara para a maioria das pessoas, sendo que, na verdade, ela é muito simples. Basicamente, o Google Analytics recolhe as mais diversas informações dos usuários que visitam seu site, reunindo dados que mostram como eles chegaram à página e exatamente o que fizeram enquanto estavam por lá.

Todas as ações e os eventos gerados pelo visitante são guardados, de forma que você possa consultá-los posteriormente para entender de onde vêm suas visitas e como elas se comportam. Acredite: daí saem análises riquíssimas.

Porém, para que uma análise possa ser de fato eficaz, é preciso que haja conhecimento e a capacidade de responder algumas perguntas. Com as respostas obtidas é possível conseguir dados essenciais em uma boa análise. Veja algumas das perguntas que precisam ser feitos na hora de verificar como usar o Google Analytics.

  • O meu site gera informações suficientes para uma análise completa?
  • Quais informações eu devo priorizar na hora de fazer essa análise?
  • Diante dos apontamentos, quais melhorias posso fazer?
  • Como usar o Google Analytics vai me permitir tomar decisões melhores?
  • Quais critérios utilizar para analisar o comportamento do visitante?
  • O que fazer para transformar visitas em conversões?
  • O meu conteúdo está engajando os visitantes?
  • Quais os canais para investir e obter dados qualificados?

Essas perguntas — por mais simples que pareçam — ajudam a mapear o andamento real da estratégia, bem como facilitar a decisão sobre as ações que precisam ser feitas para melhorar os resultados obtidos.

Não entender o que funciona nas suas ações é abrir mão de um potencial imenso de crescer e obter números melhores. E os dados trazidos pelo Google Analytics são um caminho seguro para conseguir esse entendimento.

Usando o Analytics em favor do seu negócio

Até aí tudo bem? Então é agora que vem a grande pergunta: como exatamente o Google Analytics pode ajudar meu negócio? Simples: com a transformação dessas informações em dados relevantes, os quais deixam de ser apenas números e estatísticas para se tornarem um suporte efetivo para os objetivos do seu empreendimento.

E nesse cenário surge uma das dicas mais valiosas sobre como usar o Google Analytics que é: nem sequer tente acompanhar tudo. Se você tenta acompanhar tudo o que a ferramenta armazena e disponibiliza, conseguirá o efeito contrário e não extrair nenhuma informação útil de lá — aposte nos filtros.

Certamente, há diversos questionamentos que você faz diariamente sobre os resultados do seu negócio e, como vimos, o Google Analytics ajuda a respondê-los mais facilmente.

Informações sobre fontes de tráfego, localização e perfis dos visitantes e a obtenção de dados em tempo real são apenas uma parte do que essa poderosa ferramenta pode nos trazer.

Para aprender como usá-la para entender melhor o comportamento do seu público-alvo é importante levar em conta alguns conceitos, os quais estão descritos abaixo:

Periodicidade das ações

Mais do que saber quais são as melhores ações para levar o seu trabalho para o público, é preciso entender quando as pessoas estão mais propensas a acessá-lo.

Logo, buscar compreender quais são os dias e horários mais propícios ajuda a gerar maior engajamento no site. Com esse tipo de informação em mãos, se consegue programar ações focadas nos momentos de pico, tendo assim um elemento forte para gerar mais conversões.

Objeções do seu site

Saber com usar o Google Analytics permite entender quais são os obstáculos que estão impedindo que o seu site gere mais conversões. Há muitos casos de campanhas bem sucedidas, que geram bastante tráfego, porém isso não se reflete em conversões.

Esse fatos nos permite visualizar que há objeções na página que estão impedindo o visitante de prosseguir. Em resumo, podemos dizer que a experiência proporcionada pela página não está confirmando as expectativas que fizeram o usuário acessar o site.

Analisar a taxa de abandono, é uma forma de compreender o tamanho desse problema e verificar o real índice que essa falta de interação representa. Utilizando os dados trazidos pelo Google Analytics fica mais fácil entender quais sãos esses problemas e também buscar com isso as melhores ações para solucionar o problema.

Você entende agora que o Google Analytics não é um mero gerador de dados, mas sim de soluções?

Dispositivos móveis

Os dispositivos móveis representam hoje boa parte dos acessos feitos em um site. Por isso, é tão importante que as páginas estejam otimizadas para esse tipo de aparelho.

Inclusive, não trabalhar essa questão prejudica um melhor ranqueamento no Google e prejudica também a imagem da sua empresa pelo fato do consumidor perceber que não existe uma preocupação com a qualidade da navegação proporcionada.

Esse foco no mobile representa mais do que uma ação para atender uma fatia do público, e sim adequação à evolução natural do mercado e do desenvolvimento tecnológico.

Usar o Google Analytics possibilita saber o número de visitantes que usam esses dispositivos e o quanto eles significam para a sua estratégia. Assim, a criação de qualquer ação para o público mobile não se baseia somente em dados gerais do mercado, mas também em informações específicas que mostram como essa realidade se faz presente dentro do seu negócio.

Aproveitando das outras vantagens de usar o Google Analytics

As vantagens de saber como usar o Google Analytics são imensas. Vamos conhecer mais algumas? Então veja quais são elas:

Melhorar a performance do site

realidade de marketing digital é mais do que mutável, ele é altamente mutável. Sendo assim, recursos que funcionam muito bem hoje podem não funcionar amanhã. Quem não lembra quando os sites abusavam dos recursos visuais para chamar a atenção dos visitantes?

Hoje, essa não é uma prática considerada adequada já que pode acarretar em lentidão, dificuldade de absorção do conteúdo e falta de otimização. E falando em práticas, o Google Analytics demonstra claramente a funcionalidade delas e, com isso, direciona para as mudanças que precisam ser feitas.

A partir delas, é possível melhorar consideravelmente a performance do site. Como vimos que a atualização deve fazer parte da rotina, contar com esse tipo de ferramenta ajuda bastante a entender o que precisa ser feito.

Aprimorar a geração de leads

A busca desenfreada por clientes deu lugar à busca por leads mais qualificados, ou seja, a atração de pessoas realmente interessadas no seu negócio. O marketing digital exige muito esforço e não é nada bom desperdiçá-lo atraindo um perfil de cliente que não é interessante.

O Google Analytics ajuda a fazer um mapeamento completo do comportamento do seu consumidor e, dessa forma, aprimorar a geração de leads de forma considerável. Já imaginou o impacto disso em termo de vendas?

Aumentar as conversões.

Se pegarmos as duas vantagens mencionadas acima como melhora na performance do site e geração de leads mais qualificados, é perceptível que o Google Analytics contribui para aumentar as conversões, especialmente pela capacidade de trazer dados relevantes para que as medidas necessárias para que esse aumento ocorra sejam feitas.

A explicação para esse aumento é simples, o Analytics ajuda a criar um direcionamento capaz de ampliar o alcance do que está funcionando e melhorar o que está dando resultados abaixo do esperado. Essa soma de ações vai impactar positivamente os números gerados e proporcionar um histórico melhor de conversões.

Conhecendo as principais métricas de análise

Ser eficaz na hora de usar o Google Analytics passa pelo conhecimento das principais métricas de análise que podem ser feitas como essa ferramenta. Conheça quais são as principais:

Sessões

Cada vez que um visitante acessa seu site, ele abre uma nova sessão. Logo, o número de sessões mostra quantas visitas você recebe, vindas das mais diversas fontes de tráfego do seu site.

Novos visitantes

Novos visitantes são todos os visitantes de um dado IP que acessam seu site pela primeira vez. Acompanhar esses novos visitantes é uma forma de garantir que seu site continue crescendo com novos acessos.

Visitantes recorrentes

Visitantes recorrentes são visitas vindas de um mesmo endereço de IP. É muito importante te um público recorrente se você deseja aumentar o reconhecimento da sua marca no mercado, tornando-se uma referência ao mesmo tempo em que educa e fideliza o público.

Taxa de rejeição

Já que o tempo que os visitantes passam em cada página do seu site é extremamente importante, é isso que a taxa de rejeição — ou bounce rate — acompanha. Quer saber a porcentagem que deixaram sua página sem realizar uma ação? Acompanhe sua bounce rate.

Tempo médio

O tempo médio que um visitante passa em certa página dentro do seu site pode mostrar se o conteúdo está de acordo com o esperado e se ele está efetivamente consumindo esse conteúdo. Pense bem: quanto mais tempo ele passar na página, maior é o valor do conteúdo para ele.

Páginas por visita

É importante manter os visitantes no seu blog ou site, certo? Pois a quantidade de páginas por visita mostra se você está fazendo um bom trabalho em facilitar a navegação para o usuário e se o conteúdo contido em suas páginas solucionam as dúvidas que ele pode ter.

Se prevenindo contra os erros na hora de usar o Google Analytics

Só contar com o uso do Google Analytics não é suficiente para explorar as suas funcionalidades com exatidão. É preciso ter cuidado para não cometer erros comuns e que comprometem bastante a análise dos dados.

Sob esse cerne, é importante, conhecer quais são os erros e assim estar preparado para não cair nessas armadilhas. Veja os erros que você não pode cometer:

Foco nas métricas da vaidade

Há indicadores que representam números mascarados em termos de resultado, ou seja, eles são excelentes sob certo ponto, porém em termos de conversões em vendas representam muito pouco.

Esse é o caso de alguns números populares que são medidos como as curtidas no Facebook, visualizações no YouTube, impressões no Twitter, entre outros.

Infelizmente, muitas empresas se contentam e focam demais na obtenção desses dados sem pensar no que deve ser feito após eles serem alcançados. Ter 100 mil pessoas que viram o seu vídeo de lançamento de um produto não significa que ele vai ser um sucesso de vendas.

Claro que é importante alcançar esses números, pois representa o sucesso de uma parte da estratégia, porém, como resultados grandiosos advém de uma sequência de ações sólidas, focar somente nessas métricas da vaidade prejudica o negócio e também faz com que você desperdice todo o potencial que os outros dados do Google Analytics trazem.

Decisões com base em métricas incompletas

As métricas compõem um sistema e, muitas vezes, não compreendê-las representa um grande erro e pode levar os gestores a tomarem decisões erradas. Um exemplo disso é considerar que um visitante que comprou o produto somente após a quinta visita é oriundo do tráfego direto porque a primeira aparição dele foi oriunda de uma rede social, por exemplo.

Saber o número de visitas possibilita, entre outras coisas, medir os esforço financeiro para obter clientes, a chamada métrica CAC (Custo de Aquisição do Cliente), que é de suma importância para tornar o esforço cada vez menor e as ações mais precisas.

Se basear em métricas completas, ou melhor, em um conjunto de métricas é um passo importante para não cometer esse tipo de erro e aproveitar os benefícios que esses indicadores trazem.

Otimizar o site representa sucesso na estratégia? Nem sempre, pois somente isso está longe de ser o suficiente. E o pior: há otimizações que são feitas no momento errado. Uma otimização exige esforço e, em muitos casos, ele não compensa.

Se você quer ter um grande número de visitantes a curto prazo, focar só em otimizações de SEO, por exemplo, é um erro. O caminho mais recomendado nesse caso é investir em tráfego pago.

Não se está dizendo que otimizar o seu site não é importante, pelo contrário, apenas se está orientando que as otimizações devem ser feitas com base em um propósito. E para a definição e visualização desses objetivos os dados trazidos pelo Google Analytics são excelentes.

Falta de ação

Não adianta muito saber como usar o Google Analytics e não partir para ação após as análises feitas. Com a clareza de dados obtidas, não agir é colocar toda a sua estratégia em risco.

Quando se obtém um mecanismo que facilita a tomada de ações há uma probabilidade maior de que elas sejam certeiras. Por isso, as análises funcionam como o primeiro passo de processo.

Dessa maneira, é possível ir melhorando o alcance das suas ações e escalando o seu crescimento, tornando o seguro e garantindo o cumprimento dos objetivos traçados.

Configurando o site

O Google Analytics é uma ferramenta gratuita e funciona basicamente como um serviço de coleta dos dados armazenados nos servidores do Google. O processo ocorre por uma sequência de análises dos sites, para a qual é necessária a inserção de um código Javascript para cada página que será analisada.

Para colar esse código, é necessário ir no HTML e colocá-lo como primeiro item da tag head. Se você não for o responsável por fazer isso, é importante contar com ajuda especializada.

No caso de uma agência de marketing digital, essa é uma ferramenta comumente utilizada e os profissionais sabem como configurá-la. Vale citar que em muitos casos você não tem permissão para editar o seu site, especialmente no que tange à inserção de códigos, o que vai exigir que o profissional responsável faça as devidas modificações.

A partir da inserção com sucesso, é possível fazer o devido monitoramento, afinal os primeiros relatórios já serão gerados.

Fazendo integrações do Google Analytics

O Google Analytics também pode ser integrado com outras ferramentas do provedor como o Google Ads e o Google Webmaster Tools.

Para realizar a integração com o Google Ads, é necessário seguir o seguinte passo a passo:

  1. Acessar o Google Analytics via área de admin;
  2. Selecionar na aba de vinculação a conta do Google Ads a ser integrada;
  3. Dar um novo nome ao título de vinculação e selecionar a vista de propriedade do Google Analytics em que ela será vinculada;
  4. Aguardar o período de até 24 horas para que a integração seja completada.

As vantagens dessa integração é que, com ela, é possível ver todas as informações disponíveis no Google Ads sem ter que entrar separadamente na conta da campanha. É importante mencionar que a permissão é somente para visualizar, pois editar exige que o login seja feita na plataforma própria do Google Ads.

A troca de telas é um grande problema na hora de fazer as análises. Portanto, é possível aproveitar e integrar o Google Analytics com o Google Web Master Tools, permitindo que você olhe dados relevantes como, por exemplo, os da estratégia de SEO dentro do Analytics.

Para fazer essa integração é preciso realizar o seguinte procedimento:

  1. Acessar o Google Analytics e ir em Aquisição>Otimização de Mecanismos de Busca>Consultas
  2. Após aparecer a tela solicitando a integração, é preciso clicar em configurar o compartilhamento de dados para o Webmaster.
  3. Como a integração não está completa, será preciso clicar em editar
  4. Ao clicar em editar, haverá um direcionamento para que haja a integração entre o Webmasters Tools e a conta do Google Analytics que fará parte desse processo.

Essas integrações só reforçam o grande poder de atuação que essa ferramenta tem. Aprender como usar o Google Analytics pode ser um pouco trabalhoso, mas investir nesse tipo de conhecimento vale a pena. Será que o seu concorrente faz isso? Se ele faz, você tem mais condições de competir em igualdade com ele. Caso não faça, você tem mãos um grande diferencial competitivo.

E falando em conhecimento, além de irmos atrás dele, é importante o levarmos a outras pessoas. Diante disso, que tal fazer a sua parte e compartilhar este post nas redes sociais? As informações serão relevantes para muita gente assim como foram para você.

CTA SEO para Negócios

Um comentário em “1”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *